sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Podes me Socorrer. Aleluia.

Saber que em tudo foste tentado,
mas és sem pecado, 
me dá alegria e animo para gritar 
para que possas me socorrer 
E do meu Mal Livrar.

Christopher Vicente 30-09-11

Quase Perdi

Quase perdi
Meu bem mais precioso:
Sentir Teu amor incondicional
Operando em mim
E livrando-me de meu mal
Quando não quis, tolamente,
receber Teu perdão.

Christopher Vicente 30-09-11

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Versos do Moço a Pequena

Nessa pequena poesia,
Não tem nada muito extravagante,
Só singelos versos
Sobre uma pessoa importante

Pra alguns é neguinha,
Régis, Jéssica,
Pra mim,
Mana pequena,
Maninha.

Quando se precisa só chorar
Sei que posso ligar
"Alô, maninha"?

Quando verborragias ou coisa séria
precisa-se falar
Lá tá a pequena pra ouvir:
"Diz, lindinho"! :)

Conselhos de irmã...
Conselhos doces....
De amiga.
De pequena Querida.

Papai seja louvado
Pelo Raya que vem sendo criado
Entre o moço e a pequena
Mana querida.

Nego feio,
Mana querida.
Lindinho.
Pequena Maninha.

Sua pequena estatura
não diminui sua bravura
Nem seu grande coração
Que já têm alguns irmãos...
dos quais uma muito se gosta.

Teimosa,
Mas melosa.
Inteligente,
Dedicada,
Criativa

Pequena,
brigado pela amizade.
E já se entende como Raya
enquanto ainda não há tempo suficiente para dizer:
Maninha, amo você. :)

Homenagem a Jéssica Régis, pequena. Maninha. :)
















Christopher Vicente 29-09-11

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Saudade é...

Saudade é querer,
ansiar, muito desejar estar,
não necessariamente num determinado lugar, 
mas sim em qualquer lugar, 
não com qualquer pessoa, 
mas sim com determinada pessoa 
que muito se quer estar.

Christopher Vicente 28-09-11

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Lágrimas recolhidas

Obrigado,
Pois recolhes as lágrimas...
de arrependimento,
de confissão,
de agradecimento,
de oração...
de fortes vontades,
de desânimos,
de sinceras verdades,
de dúvidas grandes e pequenas...
de quem chora
Esperando ser consolado..
Esperando a promessa de restauração

Como diz o Salmista:
"Amo o Senhor,
por que Ele ouve a minha voz..."
E se ouvir minha voz
é, também, ter a lágrimas recolhidas...
Oh, Deus da minha vida...
Posso testificar:
recolheste todos os dias
As minhas..

Christopher Vicente   26-09-11

domingo, 25 de setembro de 2011

Portador de Cristo

Não quero viver
o que faz Christopher,
Mas sim, o que Cristo fez.

Não quero exalar
o perfume, de Christopher, favorito
Quero em mim o perfume transformador de Cristo.
Quero fazer valer o significado deste nome.
Se é portador de Cristo
Que o porte dignamente.
















Christopher Vicente 25-09-11

Mistério Profundo

Que mistério,
que pesar,
a cada momento,
a cada oportunidade,
percebo: Não posso, não sei...
Não a nada em mim
Que faça ou traga vida.
Eternidades, sim,
é com o que se está tratando...

restaurar vidas, almas angustiadas,
O labor usado por Deus.

Não é como brincar...
Tamanha responsabilidade,
Ai de mim se negligenciar!

Deus, não consigo...
Não sei...
Quão difícil...
Tenho que tratar de minhas feridas,
E atentar para a minha doutrina...
Para salvar a mim e aos que me ouvem.

Mas louvado seja o Senhor,
Pois não depende de mim...
depende de Ti...
Da Tua Santas Escrituras
que restaura alma e a vida.

EU NÃO POSSO...
Mas quero a cada dia crer e confiar
nAquele que pode dar utilidade a esse chamado
E por vezes questiono se fui convocado...
(ainda que muito queira, e não se quer fazer outra coisa além)
E de minha boca vida jorrar.

Que de minha boca, Senhor...
Sai Palavras vindas de Ti.
Que dela jorre balsamo
De Tua Palavra.

Mas, primeiro, trata comigo,
dar-me vitória sobre meus inimigos
Que atormentam...
que jogam-me ao chão...

Christopher Vicente 25-09-11

sábado, 24 de setembro de 2011

Olhar de olho fechado

Ora,
é só olhar pra trás e ver
O que Ele pôde fazer,
quando nem se sabia
que Ele tanto podia.

Onde veio parar
Levado pelo Vento,
percurso traçado por Ele...
Antes mesmo dEle se mover
Sobre as faces...

Se olhando pra trás pode-se ver
o que Ele fez
Fechando os olhos para frente
Perceberá, logo, logo o que Ele fará.

Christopher Vicente 24-09-11

Chovia...



Chove lá fora, chove aqui dentro...

Enquanto espera-se a Voz
que deixará tudo sereno
e trará alento...
Enquanto isso,
Olhasse para Luz ,
clamando para que Ele

              Não deixe as nuvens
               tornar opaco o dia.   









Christopher Vicente 24-09-11

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Que meu coração queime
Ao ouvir Tua Palavra,
que minha vida se quebre
e se faça em ti mais vida viva,
E se refaça a forma
do que entre em meus ouvidos
como ondas mecânicas,
Como iluminação
Pneumo Santíssima...

Esta que penetra meu coração,
separa alma de espírito,
junta da medula.

Amanhã não quero ser como hoje,
quero mais, mais de Tua Imagem.
Nem que a cada dia
Eu seja transformado,
nem que seja transformado,
a menor letra ou menor traço
de Tuas Escrituras,
mas que pelo menos,
assim seja.
Amém.

Christopher Vicente  23-09-11

Nada Tenho

Aos pés do Santo que foi ao Cruzado Lenho,
percebo que nada tenho,
e até o que porventura
Pareço ter 
não é nada
diante do que Ele é
E do que eu deveria SER.

Christopher Vicente 23-09-11

Alhures

Alhures está alguém
Que se queria que estivesse aqui
Bem que alhures poderia ser aqui.
Saudade é ter alguém alhures
ao invés de está aqui.


Christopher Vicente  23-09-11

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Filme numa memória


Cenas passam em minha mente, cenas de um filme, romântico, de comédia, ação, não sei, é difícil classificá-lo, tem um pouco de cada. Contudo, questiono-me: essas cenas realmente foram gravadas, ou foram frutos de um sonho sonhado numa qualquer madrugada? Mas eram tão reais, tão sinceras, tão fortes, pareciam tão verdadeira, tão certas.


Não que eu ache que tenha havido algum engano, ou algum engano mutuo no particípio.

Cenas belas e felizes cenas. Cenas que fazem alguns rir, sorrir, outros chorarem e outros a dizer: "Que lindo"! Outros ainda: "Que coragem"!


Correspondências em curtas ondas eletromagnéticas, um cuidado, um carinho introvertido, uma serenata - linda, mas com um "Q" de engraçada, um abraço contra o frio numa noite de vela, um perfume na camisa, um abraço forte há muito esperado, tomando O Mel a sombra do coqueiro, almoço de comidas de palavras difíceis e bonitas - mas gostoso, uma surpresa quase que inesperada, conhecer alguém que precisava dizer algo importante... 3 copos d'água, um carinho com uma amiga no meio já com o jeitinho de "vou sentir saudade".


É! É um belo filme.

Mas sabe aqueles finais chatos que não combinam nem com o início nem com o meio... Pronto!!! É desse jeito.

O que conforta é o Diretor, que sabe  o que faz com esse filme, antes mesmo escrito. do qual há só coadjuvantes, Ele é o único protagonista. Se houver interesse no sucesso de bilheteria, Ele é o mais interessado.

Christopher Vicente    21-09-11

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Raya, Ahava e Dod

Bom, em algumas outras postagens já me referi, lancei uso delas, mas agora é oficial... ehehe..
Farei uma série de postagens sobre essas três palavrinhas: Raya, Ahava, Dod...

Para entendê-las segue o vídeo abaixo... ;)
Vamos lá. Muito bom.

O Menininho conversava com uma pessoa que passava pelo seu dia... e perguntou:
Como? Como posso matar uma saudade que se fez eterna - talvez por determinado momento Se a única arma para tal se faz inalcançável?

Quando a pessoa enchia os pulmões para dizer O Menininho já vinha com a resposta: Não, não tem como...

Então, o que faço - pergunta novamente ele...
Quando a pessoa ia responder, novamente ele vem: "torno-me, então, amigo intimo dela, para que ela não me faça tão mal e agrida-me..."

A Pessoa só responde com um: É!

Vamos, lá, vamos prosseguir - disse o menininho a pessoa que passava em seu dia.

Christopher Vicente   20-09-11
Tanta coisa que precisa ser quebrada
Tanto a ser queimado,
forjado, apagado,
Tanto a ser aperfeiçoado,
Moldado e transformado...

Nesses tantos
vou tentando,
ou melhor,
sendo tentado(levado a tentar)
a ser igual,
Pelo Espírito,
a Imagem do Filho
A qual fui na eternidade destinado a Ser.

Christopher Vicente    16-09-11

Amor Volitivo

Há algum tempo, mais precisamente uns dois anos, li um livro. Livro fascinante, muito bom: As Cinco Linguagens do Amor de Gary Chapman, lembro-me bem que gostei muito dele, do assunto abordado...

Por estes dias, estava estudando no quarto de minha mãe - estudar na cama dos pais é bom :p eheheh - e olhei para o lado e vi sobre a comoda o livro, as cinco... "Esse livro não é de minha mãe" pensei eu "É de Jainês..." uma amiga de minha mãe que é de minha igreja e é psicóloga. 'Minha mãe pegou novamente??"
Parei de ler o texto sobre Idade Medieval e fui ver o livro. Abri-o aleatoriamente numa página, ao lê-la pensei: Rapaz, foi daqui que eu tirei isso... ehehe... Me lembrei do que eu repassava a tempos sobre uma definição de amor e nem lembrava que tivera lido ali...

Lembro que levei-o em seguida para a reunião do grupo base da ABU Natal, do qual estudamos o Livro Deus em questão, o debate entre C.S. Lewis e Freud. e era justamente sobre o tema.
Muito se discuti sobre o que é amor... (este blog mesmo tem umas ondas dessa.. eheh)
E agora, segue abaixo o trecho que li:

[...]
"As pesquisas realizadas parecem indicar que existe uma terceira e melhor alternativa: reconhecer o que é paixão - um pico emocional temporário - e desenvolver o amor verdadeiro com nosso cônjuge. esse tipo de sentimento é de natureza emocional, mas não obsessivo. É o amor que une a razão e emoção, envolve um ato da vontade e requer disciplina, pois reconhece a necessidade de um crescimento pessoal. Nossa necessidade emocional básica não é nos apaixonarmos, mas ser verdadeiramente amado(a) pelo outro; é conhecer o amor que crescer sobre os pilares da razão e da escolha, não do instinto. Precisamos ser amados por alguém que nos escolheu amar, que vê em nós algo digno de ser amado.
Esse tipo de amor exige esforço e disciplina. É a escolha que fazemos de usar nossa energia em benefício da outra pessoa, sabendo que, se a vida dela for enriquecida por nosso esforço, nos sentimos satisfeitos - a satisfação de termos realmente amado alguém. Não exige a euforia da experiência da paixão. Para falar a verdade, o amor verdadeiro não começa enquanto a experiência da paixão não tiver seguido seu curso. Amor racional, volitivo, é o tipo de amor para o qual os sábios nos conclamam".      (pg 37, primeiro e segundo parágrafo)
Charpman, Gary. As cinco linguagens do amor: como expressar um compromisso de amor ao seu cônjuge / Gary Chapman; traduzido por Iara vasconsellos - São Paulo: Mundo Cristão, 2006.

E ai, o que acham?
Eis uma direta e autentica definição de amor. Do que é amar alguém. Do que é essa amor racional que poucos tantos defendem, e do amor irracional a qual muito, não pouco, muitos se entregam.

Christopher Vicente 20-09-11

sábado, 17 de setembro de 2011

Super Man


Nessas horas que eu me lembro
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou o super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Vou fazer o quê? Não vou esconder meu choro
Às vezes é mais fácil fingir, eu sei
Fazer de conta que tá tudo bem que tá tudo zen
Disfarçar que não tem nada dando errado
Mas eu não sou o superman
Se não fosse por Você eu jogava a toalha
Tenho visto tanta coisa errada nesta estrada
Muito falso herói se achando o tal
Iludido com aplausos, elogios... com o pedestal
Até eu já vacilei, dei bobeira, viajei
Esqueci que levo tombo como qualquer um
Esqueci que levo tombo, esqueci que sou normal
Alguém aqui é normal?
Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman
Eu vou insistir em Te acompanhar
Haja o que houver, acredite quem quiser
Mesmo tropeçando eu tô aprendendo
Tô descobrindo que pra tudo existe um tempo
Por isso eu tô na luta, tô sobrevivendo
São nessas horas que eu me lembro
Que às vezes eu machuco, às vezes me machuco
Explodindo por fora, explodindo por dentro
Mas eu tô aprendendo, tô aprendendo
Agora eu tô sabendo
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Agora eu não esquento não vou esconder meu choro
Afinal eu sou um cara comum
Que também leva tombo como qualquer um
Que tropeça, levanta mas não sai da dança
Tropeça, levanta e não sai da dança
Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo...
Às vezes é mais fácil
Fazer de conta que tá tudo bem
Mas você sabe que eu não sou o superman
Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman
Fruto Sagrado

As folhas caem

As folhas caem,
às vezes, são cortadas,
Pelo Agricultor Podadas...

Os ramos serão os mesmos?
Não. Não serão!
Se já dão frutos.
Mais darão.

Dói muito?
Sim, e como!
Mas é uma dor necessária,
que logo passa,
e quando passa,
Mas purificado está...

As folhas caem,
às vezes, são cortadas,
Pelo Agricultor Podadas...


É outono?
Não. É renovo.
É fraqueza e má nutrição?
Não é aperfeiçoamento
E transformação.

Como seiva o Teu amor alimenta,
Como adubo a Tua Palavra fortifica.
Que a minha praga não faça morrer o ramo.


As folhas caem,
às vezes, são cortadas,
Pelo Agricultor Podadas...


Christopher Vicente 16-09-11


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Quantos(as)??

Quantas vezes por minuto
Um coração precisa bater
pra perceber
que está amando?
Quantas verborragias
precisam sem pronunciadas
Até perceber
que se quer arrancar sorrisos
dos belos que lhe alegram?

Talvez,
não precisa ser
Batidas por minutos,
Mas só em bater
com uma música diferente,
com um compasso mais contente
ao lado de outro coração
Comprovam:
É, está se amando?

Quantos impulsos elétricos
precisam percorrer os neurônios
Para ser notar
da razão e o animo
de se querer construir
uma casa fortificada,
um só carne... unificada?

Quantas oportunidades de cuidado
de carinho, de amor demonstrado
precisam manifestar-se
pra ser perceber que ser quer
Amar, cuidar, prover e proteger??

É não sei...
Os psicólogos tentam explicar...
Os conselheiros amorosos
tentam desvendar...
atos falhos passam a si notar...
É, realmente: estão se amando.

Christopher Vicente   16-09-11

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Consolo

Senhor,
Até quando clamarei por socorro
Até quando ficarei nessa angústia,
nesse buraco que eu mesmo me atirei
Até quando chorando ficarei?

Estou angustiado,
minh'alma afligida...
"Não tenho um tom...
Não tenho palavra...
Que me socorra agora..."
Só a Tua graça poderá socorrer-me
Só Ela para levantar-me

Quando o desanimo bate,
quando as lágrimas cai,
quando a natureza derruba,
quando o pecado suja,
quando as limitações limitam,
e os defeitos dão des-feitos nas cosias...
quando os problemas se levantam..
quando lágrimas de 18 anos
se misturam a de 50
e a de 13

O que mais se anseia é Tua volta,
O que mais se quer é Tua restauração,
revigorarão, ressurreição...

Enquanto a mim,
esperarei confiante,
Pois sua graça não me decepciona,
Sua soberania  Soberanamente constante,
Pois Ele não decepciona os que nEle confiam...

Esperarei, clamando,
chorando,
mas esperarei...
O crescimento é feito,
Muitas vezes, em crises e lágrimas...
provocadas, Soberanamente, por Ele
Para aperfeiçoar a Sua face
Na face nossa...
Teu consolo virá...
Tenho certeza que chegará.
ainda que eu duvide.

Christopher Vicente 16-09-11



Sou feliz com Fulana... S2

Sabe, às vezes, cansa ouvir sempre a mesma coisa, sempre a mesma ideia errada: Eu não sou feliz com fulano.

Essa ideia que corre solta por ai de que: você casa-se ou relaciona-se com alguém para ser feliz... e se não o é, larga, joga fora, troca, dá um pé na bunda... :p Afinal, mulher tem em todo lugar... (Não é bem assim)

Só tem um probleminha nessa ideia - ERRONIA (só para enfatizar ehehe): Não nos casamos ou nos relacionamos com alguém amado para ser feliz, mas sim para fazê-lo(a) feliz.

No casamento de meu amado amigo e Pr. Helimoar Dias, com sua atual esposa, Ana Teresa Dias, O Pr. Ednaldo, também meu pastor, disse uma coisa interessante:
- "Quando dou aconselhamentos para casais que pretendem se casar, a primeira coisa que pergunto é: Por que você quer ser casar com fulana? Por que você quer se casar com Fulano???
Quando ouço a resposta: Pr. porque quero ser feliz!! Na mesma hora falo: Então, levantem-se, e saiam... Pois você não deve casar com alguém para ser feliz, mas para fazê-lo feliz..."

Isso me chamou a atenção (já sei, quando eu for casar, o que devo falar a essa pergunta..kkkkkk... :p brincadeira)...

Vejam comigo a relação lógica... e até quem não é bom de lógica entenderá:
Se entro no relacionamento com a perspetiva correta de que viverei para fazer minha esposa feliz, e ela o mesmo - me fazer feliz... no final, naturalmente e consequentemente os dois ficaram felizes.. ehehe \o/ "Oia", ai. Simples assim.

O problema é que entram num relacionamento com a perspectiva se "venha nós" e nunca de fazer para o outro... No que resulta: Insatisfação, frustração, mágoas, tristezas, infelicidade... Ai: Não sou feliz com fulana!

Amados... Relacionamento com a perspectiva de uma só carne é: Amar a esposa como Cristo amou a igreja... Respeitá-la, honrá-la... fazê-la feliz...

Nosso objetivo deve ser: Fazer o outro feliz. E nossa felicidade subsistirá no fato do outro está feliz, pois osmoticamente (ehehe) ele me fará feliz... ;)

É, é difícil, eu sei... Mas, fazer o quê?... como diz João Alexandre: "E quem foi que te disse que a vida é um mar de rosas...rosas tem espinhos e pedras no caminho..." Relacionamento é coisa séria. Nele verás "que o amor não cobra nada, mas pede tudo de nós..." Está disposto a um relacionamento quem estiver predisposto a dar esse tudo...

Christopher Vicente   15-09-11

Lua


A Lua que brilha aqui

Brilha também ai...







Christopher Vicente 15-09-11

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O menininho e o Moço

Menininho, cresce...
vê se torna-se logo em mim...
Deixa de ser menininho,
deixa disso...

Responde o Menininho:
Moço, não, não deixarei de ser menininho...
Pra quê se tornar moço,
Pra ser como você quer ser:
Independente?
Não, estou bem tentando ser dependente
De Papai...
Pra que se tornar moço?
Para está cheio de si
como você quer ser?
não... deixa eu aqui
lutando pra esvaziar-me.

Menininho, deixe disso...
queres ficar menininho para sempre?
Queres ser imaturo para sempre?
cresce, menininho, cresce...

Moço,
quero sim, ser menininho para sempre...
pra ver com simplicidade as coisas
Para chegar ao colo de Papai e chorar
Como choram os menininho...
Pois os moço não choram...
acham-se fortes o suficientes..
Maturidade? Não é só com a idade...
Pois as ordenanças de meu Pai
tornam sábios os inexperientes...
Instruem os sem instrução...
E derruba os soberbos de coração...
coisa que os moços querem ser...
já basta eu lutando contra a minha
que reluta em crescer..

Menininho, Menininho,
Esse papo de que querer amar
De que quer com a Menininha ficar...
É besteira, deixa isso de lado...
Oh, aquela moça te dando bobeira...

Moço,
Amor não é besteira,
Pois Papai é Amor...
Querer amar alguém
crescer e amadurecer com ela
também não...
Essa tua concepção
Mostra que de moço só tens o nome
e a vontade de ser
Pois é mais menino
do que um bebê...

E vou seguindo, moço,
Menininho, dependente...
Querendo receber o reino  de Papai
Como uma criança
Não como um moço
Que pensa ser independente...

Christopher Vicente  14-09-11


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Desista de mim...


Veio e sentou-se debaixo do coqueiro a vista da linha infinita azulada. Veio ela, tenebrosa, malvada, torturadora e fez o que viera fazer...
Tirou o chicote, rasgou-lhe a roupa, estirou-lhe de costas para si e começou a bate... e bater. Dó? O que é isso? Compaixão? Não! Pois o nome dela é saudade. E enquanto batia gritava ao menininho que apanhava: "Vamos, deixe-me ir... Vamos desista de me ter contigo... VAMOS!!

Com lágrimas a escorrer em suas maças, lágrima que se misturavam com a areia, ele suavemente dizia, a baixo som, mas firme dizia: "Não! Não largarei, nem te deixarei, os mesmo passos não trilharei... não farei o que mandaste-me fazer há alguns anos... Pode torturar-me, mas ficarei aqui.."

Sem ter a quem gritar, ou mandar uma mensagem de socorro, ali ficou e continua até hoje a apanhar.

Christopher Vicente   13-09-11

Saudade... se resume

Saudade...
tudo nisso se resume:
Querer amar
a próxima distante
como a si mesmo.

Christopher Vicente 12-09-11

Coração

Se é casa,
nele já tem
quem faça morada.

Christopher Vicente    12-09-11



domingo, 11 de setembro de 2011

Tentei. Me frustrei.


Pelos meus próprio meio tentei,

como se esperava: me frustei.
Não consigo entender, 
não consigo.
Soberania e responsabilidade
Essa paradoxal verdade.
claro. Nunca entenderei,
Mente limitada, finita
querendo entender uma verdade infinita..
Os meus pecados
se amontoam sobre mim
O meu inimigo ri.
não posso, Papai,
não posso.

Vez após vez te peço:
Vem com a Tua graça.
Faz-me entender essa misericórdia
Revigora minh'alma
Livra-me de mim

Como tentar entender?
Os planos de Deus,
Na eternidade decretados e selados,
providencialmente se concretizarão
independente de mim,
mas também,
por mim e através de mim.
Como entender?

Às vezes cansa,
cansa lutar
contra correr...
como disse
o desconhecido autor:
Na luta contra o pecado
Vocês não lutaram
a ponto de derramar o próprio sangue.
Quem sou eu pra cansar?

Minha vitória já foi dada,
Em Cristo,
Por Cristo...

Pois onde está a Tua vitória
Oh, morte?
Onde está o teu aguilhão?
A tua força é o pecado
é minha natureza
Que foi derrubada na Cruz
Disso tenho certeza.














Confiarei na Tua graça
que nunca, nunca me decepciona.


Christopher Vicente    11-09-11



sábado, 10 de setembro de 2011

Desistir?


Seria tão mais fácil

Se a vida fosse tirada aqui e agora.
Não teria de se lutar,
cansar e pensar em desistir.

Nas horas que dá vontade de largar tudo pra cima,
fugir...
Pra onde?
não sei!
fugir.
fugir do chamado,
fugir de si,
fugir dos deveres...
Desistir...
Por que?
Pelo erros,
Pelos pecados,
Pelas dificuldades,
falhas e limitações...
Desistir?
Do que?
da tamanha responsabilidade
de pastorear vidas,
de ministrar remédios,
simultâneos ao próprio tratamento.

Não seria tão mais fácil,
se Ele tirasse a vida aqui?

Mas não. Não!
Ele não me chamou para parar
Mas para perseverar.
Não para desistir,
Mas para prosseguir
com os olhos fitos no autor e consumador da fé.
Deixando para atrás as cosias que para atrás ficam
Combater o bom combate,
Vencer a corrida e guardar a fé...

Essas são algumas das razões
que ansiar a restauração
Deus, não me chamaste para desistir
Socorre-me. Põe-me de pé
crava-me no coração essa verdade
Que já está em minha mente...
Ouve meu clamor
E livra-me de meu inimigo
Afasta-me de mim mesmo
O, por um tempo, bandido.

Christopher Vicente 11-09-10

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Perfeitamente imperfeitos

Hoje é sexta, dia de culto de oração. Cheguei do trabalho, adiantei algumas coisas da EBD, e do meu trabalho de professor, comi, me arrumei e fui a igreja.
O Pr. Heliomar foi quem trouxe a reflexão. Lá pras tantas ele fala uma coisas muito interessante e é a partir disso que quero extrair a reflexão desse texto.
Ele diz: "Parece que se criou um esteriótipo de crente que não existe. Irmãos tem medo de se abrirem e se confessarem a outros irmãos. Ou, de reconhecer a sua incapacidade espiritual, de levar um relacionamento..." E ai, como vocês já perceberam nas postagens anteriores a palavra "relacionamento" soou mais forte.

Galera, a pergunta ficou em minha cabeça: Será que temos (tenho) reconhecido a minha incapacidade em levar meus relacionamentos??
Eu e o Pr. Heliomar, em uma de nossas muitas conversar sobre relacionamento, debatemos sobre isso certa vez. Cheguei para ele e disse: "Leleh, ops, Pr. (ehehe) me sinto incapaz e temo não ser bom suficiente para este relacionamento.." Ele prontamente respondeu: "Bem vindo ao club. Ninguém é perfeito ou está pronto para um relacionamento".

Amados, no dia em que um pecador estiver perfeitamente perfeito(pronto) para um relacionamento esse cara já tá glorificado...
Nós nunca estaremos prontos para um relacionamento. Nossa tendência é manchá-lo com o pecado - nosso pecadinho egoísta.

Contudo, quero alertar-nos a algumas coisas. A ciência dessa situação é deveras importância para que entreguemos nosso relacionamentos nas mãos de Deus e busquemos o Seu padrão, o Santo padrão das Escrituras, para eles.
Segundo, o fato de que nunca estaremos perfeito para tal, não quer dizer que não devamos buscar.
A santificação, termo que conhecemos bem em nossas vida - aqueles que foram justificados pelo sacrifício de Cristo e agora são moldados a Sua imagem - é uma busca constante da perfeição, a qual sabemos que nesse corpo limitado e sujeito ao pecado nunca alcançaremos, mas mesmo assim, se necessário morreremos tentando - pela força do Espírito - ser santos como Nosso Deus é Santo. Da mesma forma deve ser a busca da santificação em nossos relacionamentos, algo constante.
E o fato de não está pronto - de nunca está - não quer dizer que nunca nos relacionaremos, por exemplo, no caso dos homens, com uma "varoa" (ehehe) ou, no caso das mulheres, com um "varão" (eheh)... não. Não é isso. Apesar de se ter de ter uma maturidade antes de entrar num relacionamento desse tipo, ali também é local de amadurecimento.
E muitas vezes nos deixamos tomar pelos medos e temores e nos fechamos.

Ninguém está pronto para namorar, noivar, casar... Mas, seguir e buscar a santidade nessas áreas de nossas vidas é, também, fazer as boas obras, das quais Papai preparou antes da fundação do World para que os Seus Santos andassem nelas e as praticassem. (Ef 2.10)

Cumpramos assim as Escrituras. Nosso manual de fé e prática.

Christopher Vicente 09-09-11

Convicção, não borrão.

Chegaram pro menininho e disseram:
- Faz um risco!
O menininho fez!
- Agora apaga-o.
O menininho apagou.
Depois: - Faz um borrão
Ele o fez.
- Apaga-o.
Apagou.
- Mostra-me tua convicção.
Ele mostrou.
- Tens certeza que é essa!
- Sim!
- Apaga.
- Não. Convicção não se apaga como se apaga borrão.

Christopher Vicente   09-09-11

Estupida amiga

Estupida!
Sim, és sim.
Estupida saudade.
Amiga!
Sim, és sim.
Quando és a única
a companhar
e deixar marcado
na mente e coração
Aquela com quem se quer está
Em qualquer momento
No inverno ou verão.
No museu ou parque de diversão.


Christopher Vicente 09-09-11

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

"Ela precisava de mim"!

Hoje o dia foi muito bom. Feriadão com os amigos mais chegados que irmãos, muita brincadeira, risada, conversa, comida, futebol, basquete, zuera, louvor... enfim, muito bom. Teve alguns momentos em que me peguei inerte, parado, pensando em muitas cosias.
Ao final da noite, fui, como prometido, ao cinema com meu irmão e minha mãe. Fiquei feliz, paguei tudo pra eles (eheheh.. fruto de meu novo trabalho XD). Assistimos os Smurfs. Muito legal e divertido. Tá, não é lá essas coisas, teria sido melhor Planetas dos macacos, mais foi legal, minha mãe riu muito - kkk.

Ai, como sempre, você pode se perguntar: Blza, Christopher, teu dia foi legal, mas para quê quero saber disso...?
E como, de sempre, digo: Calma... vou chegar lá.

A história dos Smurfs é muito interessante. Contudo, teve um momento do filme que me chamou a atenção. Um momento na vida de um casal.

O marido - que trabalhava com Marketing numa empresa de cosméticos - foi promovido e tinha de entregar um trabalho em dois dias. A mulher, grávida, foi atrás dos smurfs, seres bem pequenos, que estava perdidos numa loja em NY. Nesse momento ela liga para o marido: "Amor, me ajuda, os smurfs pularam de minha bolsa!" O marido: "Amor, to no trabalho, tenho de terminar o projeto. Deixa eles pra lá." A esposa: "Não, amor. Eles precisam de você. Eu preciso de você." Na mesma hora ele levanta e vai.

Mais tarde, naquela  noite, ele conversava no terraço do prédio com o papai Smurf. E lhe dizia: "Papai smurf, tenho tanto medo."
"De que, meu filho"? - Dizia o papai Smurf.
"Minha esposa tá grávida, e não sei se conseguirei ser um bom pai, um bom esposo".
E o Papai Smurf respondeu: "Quando ela te ligou hoje pela manhã, o que te fez sair correndo de teu trabalho"?
Ele prontamente respondeu: "Ela precisava de mim"!!!

Pronto, gostaria de parar aqui em meu relato sobre o filme (vá assistir se quiser saber mais..ehehe)
Porém, o que me chamou a atenção foi: Sai correndo, mesmo tendo um trabalho pra entregar num custo espaço de tempo, pois ELA PRECISAVA DE MIM!

E, meus amados, essa é uma frase que muitas vezes estará em nosso relacionamentos.
Haverá momentos em que ela - sua parceira - precisará de você, e você dela. Seja o que for, precisará para: chorar, rir, se alegrar, compartilhar dificuldades, compartilhar alegrias, uma emergências, em busca de alguma ideia, desabafar, conversar, está juntos, um abraço, um carinho, amor, um beijo, um consolo, um conselho, uma bronca... enfim, infindas possibilidade de necessidades...

E devemos está lá para suprir o que nos cabe suprir. Suprir o que nosso limites poderem suprir, e se necessário alargar os limites para suprir mais.

Pare e pense se -  se você tem algum cúmplice, ops (ehehe), digo, parceiro(a) - namorado(a), noivo(a), esposo(a) - já sentiu, ou sente necessidade de algo. Você, deve, naturalmente, saber as necessidades dele(a) - ai enquadra-se o diálogo. Às vezes, podemos está famintos numa mesa farta de comida.

Você pode, egoistamente, pensar: "Mas não sou nenhuma ONG pra suprir necessidade de seu ninguém..."
Pois é, estás certo, não és ONG, mas tens um relacionamento a se doar, a alimentar, cativar e cultivar... Se não estás com essa perspectiva, brother, tu deve servir pra qualquer outra coisa, menos para um relacionamento a dois que está implícito: suprir certas necessidades quando ela(e) precisar de você.

Isso é companheirismo, isso é amor, isso é negar o eu em detrimento do outro, é viver para fazer o outro feliz.

Supramos assim as necessidades de quem amamos da melhor e correta maneira possível.
Como sempre, não é fácil, mas é possível e fomos chamados para isso.
:)

Christopher Vicente             07-09-11


Menininho a imagem do Pai

O menininho vinha mais um dia pro colo de Seu Pai, como que nada queria, deitava e chorava. O Pai, mesmo sabendo do que era perguntava ao Seu filho:
- Diz pro Papai o que tá acontecendo.
- Pai, quero muito ser como o Senhor. Não aguento mais olhar para o espelho e ver a minha face. Face que um pecador, orgulhoso, de um fraco, de menininho que por suas forças tenta ser independente.
- Filho, meu amado filho, a obra que comecei em você, a mudança que comecei a fazer não terminei... Dia após dia faço-te a minha imagem. Continua caminhando. Eu estou te moldando. E espera até o Dia em que pelo o meu poder transformarei o seu corpo humilhado em um corpo glorificado, sem pecado, a minha imagem e santo.

Christopher Vicente 07-09-11

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Dez Luas - Arthur e Melissa

Arthur, menino, menininho, sonhava encontrar um grande tesouro e para tal atirou-se a estrada. Caminhando, conhecendo pessoas...
Até que encontrou alguém que ele não sabia que poderia existir, alguém que o chamasse atenção assim... linda, por dentro e por fora, menina, como ele... era uma princesa. É sério! Ela era a princesa do reino por onde ele passava. Mas não era uma princesa comum. Tinha algo de diferente, algo que a diferenciava das princesas 'convencionais'... Ele não sabia o que era. Melissa, era o nome dela.

Logo se conheceram. Tornaram-se amigos. E o Arthur pode saber o que lhe chamava a atenção.
O tempo passava e a amizade aumentava, o desejo de está um próximo ao outro, o compromisso invisível se confirmava e a atração que um tinha pelo outro. Arthur não era tão forte, nem tão viril, mas atraia a Melissa. Melissa não era nenhuma Ana Rickman, mas muito, muito ao Arthur atraia.

E então, surgiu, o que surge entre duas pessoas de sexos opostos e muitas vezes não sabem como lhe dar com isso e se assustam. Surgiu um Sentimento. Mas não era um qualquer. Era o mais puro e convicto possível.

Ela pôs-se a caminhar com ele. A ajudá-lo a encontrar o tesouro, tendo em vista que voltariam quando achassem.

Muitas histórias juntos, muitas risadas, brincadeiras, conversas sérias e amenidades, discussões e perdões...
Até que: estava claro: Um amava o outro. Não por um sentimento besta, banal ou volátil, mas pelo cuidado que um tinha com o outro, pela necessidade de prover, cuidar e proteger... era algo material, real, muito lógico e visível...

Então, ele percebeu: "Linda, - como a chamava - achei o tesouro que procurava..."
Qual? - Disse ela entusiasmada.
- Você! Se existe algum favor imerecido, esse é o de você está na minha vida. Quero viver com você e passar o resto da vida andando e mudando reinos.

Mas, por mais que se amassem, por mais que gostassem um do outro, não podiam juntar-se, não poderiam casar-se. Ela, sendo princesa, teria de esperar algumas etapas da tradição, alguns aprendizados. Ele, como menino tinha de aprender a como ser um rei.

De acordo com a contagem, 10 luas, 10 luas seriam necessárias para uni-los.
E quando despedia-se da Melissa o Arthur sabia que sua nova amiga seria a saudade.

Distanciaram-se, e uma coisa gritava no coração dos dois: SAUDADE. SAUDADE. SAUDADE.
Mas, fizeram dela companheira suportável para que alcançassem o que queriam: está um com o outro. Serem um só corpo, uma só carne.

Se saudade é quando se quer que aquela pessoa esteja ao seu lado, num exato momento em que se está fazendo qualquer coisa... Então, era isso que sentia Arthur por Melissa e Melissa por Arthur... Pois a qualquer coisas que faziam queriam ter um do lado do outro, ou pelo menos a ciência de que, um orava pelo outro e quando voltassem pra casa se encontrariam com um beijo molhado.

Christopher Vicente             07-09-11

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Menininho: História real

Certa vez o Menininho se preparava, como de costume para ensinar a outros menininhos e menininhas. Tudo ia bem, como de normalmente. Tinha modernizado o esquema, feito o melhor que pode pra mostrar para eles o que poderiam fazer.

No decorrer pode perceber, como se o Seu Papai falasse ao seu ouvido. Pode lembrar, mesmo com a sua falha e quase que imprestável memória, e muitas vezes inútil que não lhe permite lembrar das cosias mais importantes... mas mesmo assim, pode lembrar. Não! Na verdade, foi lembrado de uma grande, simples, mas grande história.

"Menininho," - disse o Pai - "lembra daquele dia, daqueles dias, em que com o coração contrito, sem saber muito sobre mim ou do que eu poderia fazer a você, com você e através de você, viesse a mim e se entregaste, custasse o que custasse, você queria me servir, ser útil a mim, fazer a minha obra, levar o Meu Nome. E você dizia: "Em qualquer parte que eu estiver, a cada passo que eu der vão ficar Tuas marcas e não as minhas, Tua Luz onde não havia, Teu nome, Teu sangue, Tua dor, Tuas Palavras, Tua paz, Teu amor... Ou que não queria apresentar-se a mim de mãos fazias, e para isso colocara a vida em Meu altar... Lembra"???

Nesse momento, na frente dos menininhos, Lágrimas caem dos olhos do Menininho. Não, não lágrimas de tristeza, mas de alegria, de uma vida que fora transformada. E pra quê disfarças, pra quê enxugá-las? São lágrimas que testemunham, que falam da mais pura verdade. Quantas e quantas vezes o Menininho não pensou em desistir, não sabia pra onde ir.. quantas e quantas, não sabia... duvidava se era filho, se era útil...
e ali estava o Seu Pai, Doce Pai, Sempre fortalecedor, lembrando-lhe do que fizera... lembrando-lhe do fogo que queimara há poucos anos em Seu coração... e que a cada dia crescia.

O Pai continua...
"Arrependes-te de ter te entregado a mim?? Valeu apena???"
E enquanto as perguntas vinham a sua mente, o Menininho respondia aos outros menininhos: "Não arrependo-me um só momento de ter entrega a vida a Ele".
O Pai continua:
"Veja o que fiz, veja. Veja! Não foi pouco. E quero continuar usando... Continuarei moldando, aperfeiçoando a imagem do filho ao Pai... Não chores, nem desanimes... Eu é que sei o que Tenho pra você..."

O menininho sem saber o que fazer... se continuava, se parava. Mas a lágrimas não pensavam nem em parar... fecha ele os olhos e começa com Seu Pai falar.
E dentre muitas palavras algumas ficaram latentes em Sua mente: "lágrimas, lágrimas, lágrimas... e Obrigado Pai. Obrigado!

E saiu feliz, pois foi lembrado do seu passado. Coisas gostosas que lhe animaram.
E o Pai deixou a ultima: "Se fiz no passado, por quê não faria no presente e futuro? Farei muito mais. Verás"!

Christopher Vicente      05-09-11

Meu maior Querer



Não sei onde vou parar
Não sei até o que vou querer
Mas, um querer 
Não vou deixar de querer
E se algum momento ele deixar de ser
Prefiro eu deixar de ser e existir
Do que existir sem esse querer latejando em mim

E o querer é:
Ter a vida,
Toda a vida,
A vida toda,
Cada segundo,
Cada momento,
Cada dia,
Cada pensamento,
Cada passo...
Voltado para Cristo
Voltado para a Sua Vida,
Para a Sua obra...
Para Aquilo que Ele ama...
Viver para aquilo que Ele quer de mim

Seja onde for,
Como for,
Onde for,
Não mim importa 
O que vem antes do ... For
Sendo... pra mim já é mais que suficiente
Me deixará mais que contente

Deus, Papai, Soberano Senhor,
Meu Grande amigo, Conselheiro, consolador,
Meu autor preferido,
Roteirista dessa história de vida
Estou nas Tuas mãos,
Leva-me para onde quiseres.
Lembra-me que estás comigo,
E que estou contigo.

Não arrependo-me 
Nenhum momento 
do que contigo vivi
Desde o dia
Em que nas Tuas mãos me entreguei
Desde o dia em que me apresentei
com um:
Eis-me aqui, envia-me a mim...
Eis-me aqui, usa a mim.

E essa chama,
e esse fogo
Lateja, queima
E incendeia 
Alimentado por Ti.
Que ele queime para a Eternidade
que transforme vidas de fria existência
Que seja útil para encandear uma cidade
Que faça a mim mesmo
buscar a Tua presença e semelhança

Trabalha no meu caráter,
Trabalha em mim...
E vou caminhando,
Sendo espelho da Tua luz,
Até o fim.
Usa-me, e faz algo de útil através de mim

Christopher Vicente  05-09-11 

domingo, 4 de setembro de 2011

Você nunca desiste de mim

Vez após vez
te deixo pra trás
como o sol que se vai com chuva
Vez após vez
te esqueço, Senhor
como a foto que perdeu sua cor
Vez após vez
vens atrás de mim
mesmo quando insisto em fugir

Você não desistiu de mim
Você nunca desiste de mim
sendo eu franco és forte
e dizes pertenço a ti
oh, Tu nunca, nunca desistiu de mim

Vez após vez
usei de Tua graça
pra fazer tudo aquilo que eu quis
tirei vantagens de
De tuas respostas
nunca fui tudo o que eu pude ser

Estendidas estão tuas mãos
e agora sim posso ver


Você não desistiu de mim
Você nunca desiste de mim
sendo eu franco és forte
e dizes pertenço a ti
oh, Tu nunca, nunca desistiu de mim


Tu sempre apagas
Faltas e erros
Me levantas quando estou no chão
Eternamente, teu amo não mudou
e me recebeu como sou


Essa é a música - Never give up (http://letras.terra.com.br/josh-bates/1116551/) Foi traduzida por Pr. Marcelino, e metrificada por Marlon, Thiago e Aerton, brothers meus da igreja, no ano de 2009. Marlon tocou hoje na igreja no louvor especial e me lembrei da sua beleza.
Muito bonita.

By: Marcelino, Marlon, Thiago, Aerton.


Está contigo

Está contigo é bom
Está contigo é mais que bom.

Está contigo na chuva,
Ou na praia,
no shopping,
Ou passeando na calçada
a largas passadas

Está contigo
até no frio é bom.
Está contigo num museu
é divertido
Está contigo
num trenzinho,
puxado por um carrinho,
até ali é bom.

Está contigo
Ainda que de longe,
vendo, te curtindo.
Está contigo,
ainda que por telefone,
por mensagens...

Está contigo é bom.
Correndo,
melado de lama,
na área da piscina,
a sobra de coqueiro

Está contigo é mais que bom.
É provar de um presente
dado a pouca gente
É ter de conservar algo
Que o tempo passa rápido.

Está contigo
é saber do teu dia,
saber das duas tristezas
e alegrias
como tá a vida.

É cuidar, proteger
prover.
É está, ainda que longe.
Vou, ainda que um não discordante,
Está contigo.

Christopher Vicente           04-09-11

Definição C.S. Lewis de um homem amando

Faço parte te um movimento estudantil cristão chamado Aliança Bíblica Universitária do Brasil (http://abub.org.br/) e todo sábado os estudantes de Natal se reúnem no grupo que chamamos de "Grupo Base(GB). Nos reunimos com o intuito de nos edificar como missionários e partir pra mais uma luta.

Estamos estudando o livro "Deus em questão. C.S. Lewis e Freud debatem sobre Deus, amor, sexo e o sentido da vida" de Armand M. Nicholi, Jr.. Nesses sábado falamos sobre a visão dos dois sobre amor.

Um amigo fez a leitura de um trecho de Lewis, muito me chamou a atenção. Segue abaixo:

"Será que a atração sexual serve para aproximar um casal que, quando vem a se conhecer, acaba "se apaixonando"? Lewis acredita que eles muito mais frequentemente "se apaixonam" antes, para depois se ver sexualmente atraídos: "Pode até haver alguém que primeiro sentiu mero apetite sexual por uma mulher para depois, em um estágio posterior, 'ficar apaixonado, por ela. Mas duvido que isso seja muito comum". Lewis escreve em Os Quatro Amores: "Com frequência, o que vem primeiro é uma encantadora preocupação com a amada - uma preocupação geral, inespecífica com ela em sua totalidade. Um homem nesse estado realmente não pensa em sexo. Ele está muito ocupado pensando na pessoa. Lewis declara que um homem apaixonado "deseja não uma mulher qualquer, mas uma mulher particular. De alguma maneira misteriosa, mas bastante indiscutível, o amante deseja a amada por ela mesma, e não o prazer que ela possa dar". Em suma: "O desejo sexual... deseja, quer a coisa em sim; Eros [estar apaixonado] deseja o ser amado".


Achei muito legal a forma como ele poetizou o sentimento de um homem por uma mulher, apesar de discordar dele no que diz respeito a atração - de que amar alguém, não exclui necessariamente a atração sexual, o desejo, iso faz parte, isso soma e não subtrai... e do termo paixão, que talvez no período em que ele escreveu não tinha a conotação de hoje (paixão: Algo volátil, meramente sentimental, irracional)... tendo essas duas ressalvas é magnífica.


sábado, 3 de setembro de 2011

Tome posse da suuua VITÓRIIAA, Irmão.

É comum ver por ai pregações e mais pregações sobre tomar posse de Sua vitória, afinal, em Cristo somos mais que vencedores, não é?
Homens e mulheres afligidos pela vida, pela dificuldade são chamados para tomar posse de Sua vitória.

Contudo, a vitória que constantemente as Escrituras nos chamam a tomar posse, essa não domamos, essa deixamos de lado.

Essa vitória é mais do que uma vitória besta dessa vida passageira, é mais do que sobressair de uma dificuldade, ou vencer alguém que nos persegue. Deus é interessado, sim, em nos abençoar e nos tirar de algumas dificuldade, mas não nos prometeu sempre fazer isso, mas sim, prometeu estar conosco sempre e nos moldar nas dificuldades. Essa já seria a grande vitória sobre as dificuldades.

Por muitos cristãos estarem apegados a esse mundo esquecem a verdadeira vitória que devem tomar posse, sofrem, e buscam incessantemente a vitória passageira em detrimento da eterna vitória.

A vitória, meus amados, que me refiro é sobre o pecado.

Em nossa situação de homens e mulheres naturais, homens e mulheres sem Cristo, eramos inimigos de Deus, eramos escravos do pecado e livre da pratica da Justiça de Deus. E Cristo nos libertou dessa escravidão, nós somos livre do pecado e do Julgo da condenação da Lei, e agora podemos dizer NÃO ao pecado.

Essa, meus amados, é a vitória verdadeira. Essa é a vitória que esquecemos de tomar posse e sofremos, pois entristecemos o Holy Espirit.

Estou cansando de pregações sobre essa vitória passageira e terrena. Se nos púlpitos pregasse verdadeiramente e fielmente e constantemente sobre essa vitória, talvez, a segunda seria por osmose, por consequência. Com certeza, acordaria os filhos e eleitos de Deus para a liberdade que lhes foi dada.
E se acabaria com as desculpas dadas quando se confronta a um determinado pecado: "Mas eu não consigo me livrar dele..."
Não estou fazendo apologia ao legalismo e à perfeição sem pecados, mas que, ainda que eu tenha de conviver com alguma luta, com alguma pecado específico, devo ter sempre em mente: "Ele NÃO me domina mais. Pois Cristo me DEU a vitória sobre ele".

"Ele nos libertou do império da Trevas, e nos transportou para o Seu amado Filho, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados". Cl 1.13-14

"Mas, graças a Deus, porque, embora vocês tenham sido escravos do pecado, passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida. Vocês foram libertados do pecado e tornaram-se escravos da justiça". Rm 6.17-18

Agarremo-nos a essa vitória e busquemos sem parar, apesar das dificuldades, a vitória nos dada por Cristo e pela Sua justificação para santificarmo-nos a cada dia.

Christopher Vicente 03-09-11

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Menininho no tribunal

Algo estava acontecendo, algo tinha acontecido. O menininho sabia bem. Olhava pra dentro de si, pra Sua inclinação natural e sabia o porquê de está ali.
Esta o menininho no tribunal. Diante do Grande Juiz, Justo e Poderoso, onisciente, e tinha em Suas mão o Livro e poderia me julgar de acordo com o que estava escrito nele.
Logo aparece na cena, aquele de quem o menininho ouvia cochichos ao entrar. Era o acusador, que desde o princípio vem pecando e se opondo ao Juiz.
Ele entra e não fala nada. Fica no canto dele. Até que se ouve uma ordem. FALE.

- "Oh, Soberano Juiz, estamos aqui diante de Ti para condenar a este menininho. De acordo com a Tua Lei quem quebrá-la merece punição. Merece morte eterna. Pois bem, esse menininho quebrou, sim, desde quando o Senhor o concedeste uma mãe".

- "Não lembre-me de minhas Santas ordenanças, pois sei o que tem nelas, elas refletem minha glória e Santidade. Mas Temos uma coisa sobre o menininho que deve ser pesada e quem em muito pesa:
Eu na eternidade escolhi perdoá-lo e absorvê-lo da condenação".

- "Mas isso não é justo, alguém tem de receber o castigo pelo erro dele. Ele tem de pagar pelo que fez".

Nesse momento entre Aquele que morreu, mas reviveu, que venceu a morte, O Cordeiro Leão, o advogado que intercede junto ao Justo Juiz.

- "Eu recebi o castigo, eu que fui castigado e humilhado, afligido e transpassado, punido e considerado como um recusado por Deus. Fui crucificado mesmo sem ter pecado. E isso o fiz para pagar a fiança eterna, determinada e estipulada pelo Justo Juiz".

Ele vai e senta-se a Direita do Justo Juiz.

O acusador de alvorece: "Não, não pode!! E quem foi que o libertou quem lhe deu o selo de liberdade, de perdão, de absorção"??

Entra Aquele que sobra como vento, O Pneumo, O Conselheiro, consolador, O convencedor de Pecado, de Justiça e de Juízo. E diz:

"Eu o libertei. Eu lhe dei vida, Eu o chamei da prisão eficazmente, Lhe entreguei a carta de liberdade com o Selo para a eternidade. e você não tem domínio sobre ele. Lhe capacitei para que respondesse positivamente e irresistivelmente ao meu chamado".

Ao terminar de falar o Juiz decretou o que já estava decretado, leu a sentença que já havia sentenciado:
"Menininho, te declaro, pela minha Graça de Eleição, pelo Sangue do cordeiro, e Vida do Espírito Santo, absorvido de seus pecados".

Então, ouvi-se um forte: AMÉM. Diante de um único Trono.

Christopher Vicente              03-09-11

O Lixeiro

O Lixeiro sai a caminhar,
pelas Rua recolhendo o lixo
que um dia escolhera reciclar.

Pega-me, e faz novo,
O passado, joga no lixo eterno,
as sujeiras e ranhuras,
limpa e refaz,
e torna a matéria mais pura

Um lixo que era sem função,
O Lixeiro recolhe e lhe dá uma missão.
O lixo que naturalmente queimaria
Na fornalha que se destinaria,
Agora é levado,
e reciclado,
para uso do Lixeiro.

Com Seu Lavar
O Lixeiro lava,
com Sua Faca de dois cumes,
Corta e fatia,
Com o fogo do aperfeiçoamento,
derrete-o para amadurecimento,
com a forma Perfeita
molda o lixo à imagem do Lixeiro

Dá ao lixo
aquilo que era
Sua função original.

Christopher  Vicente - O Lixo            03-09-11


Qual a vontade de Deus para minha vida??


Ai vai mais comentários da HS. Ah, O tema da semana é: Qual a vontade de Deus para mim??

"Muitas vezes a Bíblia funciona como bem específica, como um GPS, (ex: 1 Pe 2.13-14), mas noutras vezes funciona como uma bússola, apontando na direção correta apenas de forma geral, por meio de princípios que refletem o caráter de Deus e Sua soberana vontade de nos transformar conforme a imagem de Jesus. ...
Vejamos o ex. do namoro. Se pensarmos q a Bíblia é só um GPS, ficaremos frustrados e paralisados, porque a Bíblia não vai revelar com quem vamos namorar nem nenhum outro conceito a respeito do namoro como o conhecemos hoje. Se um jovem deseja namorar ler o texto sobre Isaque e Rebeca, o que ele deve fazer? Enviar um office-boy à casa da moça de quem gosta com uma proposta de casamento? Se não der certo, será fácil culpar a Deus. Há, nesse caso, um caminho melhor: buscar princípios bíblicos que, se aplicados com sabedoria, nos levarão a agir de forma que agrade a Deus.
Deus nos guia nas decisões do dia a dia por meio dos princípios de Sua Palavra. Isso implica que devemos procurar entender melhor a Bíblia e ouvir conselhos de pessoas que também a conhecem. Confie no plano de Deus para sua vida, mesmo que Ele não revele todos os detalhes. viva pela fé e busque a sabedoria..."

Fonte: Hora Silenciosa Palavra da Vida, semana 36, sexta: 02/09/11 textos base: 1 Ts 4.3; 5.16-18; cl 1.9-12