terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Então, Vem comigo

Se matar a saudade
Na constituição de meu país
é um crime absorvível
muito mais que compreensível...

Então, vem..
Vem para nos teus braços
Eu possa matar afogado
O folgado espaço
da saudade salgada

Vem comigo fazer quadrilha
Ser cúmplice
andar "már de mil milia"
e exterminar essa inimiga
de nossos corações
que vive a lhes torturar

Vem comigo
quando as armas longe estiver
Quando eu, ou você não vier
Fazer dela amiga
a nos lembrar
do doce compromisso
da séria aliança
que nos dá esperança
de um dia ela,
por muito tempo,
até a próxima distância,
exterminar...

Christopher Vicente 04-01-12

Nenhum comentário:

Postar um comentário