quinta-feira, 17 de maio de 2012

Como, Senhor?

Como, Senhor?
Eu quero sempre aceitar o Teu perdão
Mas, nunca desconsiderar
A Tua justiça.
Como, Senhor?

Para tal peço...
Enche do Temor.
Para que contra Ti eu não peque...
Enche do Teu Temor...
Para que eu entenda e transborde
Desse teu imenso amor.

Quem pode discernir os próprios erros?
Absorve-me, pela Tua misericórdia,
O que desconheço...
Perdoa-me dos que conheço.

Christopher Vicente

Nenhum comentário:

Postar um comentário