domingo, 13 de maio de 2012

Mães

Mães!
Quem ver de longe pensa que elas têm superpoderes
Como pode um ser humano normal
Cuidar de mil e uma coisas e amar
Entenda-se essas mil e uma coisas como:
esposo, filhos, trabalha, a louça, a roupa, a escola dos mininu... e por ai vai.

Mas ela não tem superpoderes
e mulé comum.
O seu maior poder é o amor...

Tudo bem que às vezes é chata:
Meninu, sai do computador....
Mininu, põe o lixo pra fora...
Mininu, vai estudar...
Pra muito filho preguiçoso, nessas horas mãe é o pesadelo

Mas, no fundo no fundo..
em meio a bufas e murmurações
todos eles sabem:
Ela faz isso pra me fazer gente...

O que mais eu poderia dizer...
talvez aqueles jargões:
MÃE, ESSE É O SEU DIA.
E os outros dia... a bichinha fica escanteada?
Parece-me que é só nesse dia, uma vez por ano,
que nós, filhos, lembramos de dar um xero no cangote -
quem tem a mãe perto OU ainda viva -
e dizer: VEIA, TE AMO! E dar um sorrizão.

Triste é olhar pra trás e não ver mais a mãe
incentivando: Vai, meu filho.. mamãe tá aqui lhe apoiando
Isso porque a mãe já se foi... pra nunca mais.
Mas, estes batem no peito,
pois mesmo as mães
com seus jeitos, defeitos, trejeitos...
Mesmo sendo elas tão falíveis e pecadoras
Elas amam. Elas cuidam
E mesmo que ao olhar pra trás,
pela vontade de Deus,
não a vejamos
Podemos olhar para dentro e saber
Que esse ser
chamado mãe
fez o tinha de fazer
Criar, amar, cuidar...
fazer de simples bebês... gente...
fazer de mininus e mininas
homens e mulheres

Quer ela esteja longe,
do lado,
ou nessa vida nem mais se encontre
Que possamos valorizar
Essa mulher que tem como nome Mãe...
Mais que uma função... isso é um mérito.

Parabéns... mulher mãe
Que Deus lhes abençoe!


Um comentário:

  1. Christopher, vc é um anjo que DEUS colocou na minha vida!
    Te amo muitooooooooooo.
    Tia/mãe.

    ResponderExcluir